Translator

Portuguese flagItalian flagEnglish flagGerman flagFrench flagSpanish flag                                          

Estudos Bíblicos

Páscoa

Páscoa (do hebraico Pessach, significando passagem através do grego Πάσχα) é um evento religioso cristão, normalmente considerado pelas igrejas ligadas a esta corrente religiosa como a maior e a mais importante festa da Cristandade. Na Páscoa os cristãos celebram a Ressurreição de Jesus Cristo depois da sua morte por crucificação (ver Sexta-Feira Santa) que teria ocorrido nesta época do ano em 30 ou 33 da Era Comum. A Páscoa pode cair em uma data, entre 22 de março e 25 de abril. O termo pode referir-se também ao período do ano canônico que dura cerca de dois meses, desde o domingo de Páscoa até ao Pentecostes.

Origem do nome

Os eventos da Páscoa teriam ocorrido durante o Pesah, data em que os judeus comemoram a libertação e fuga de seu povo escravizado no Egito.
A palavra Páscoa advém, exatamente do nome em hebraico da festa judaica à qual a Páscoa cristã está intimamente ligada, não só pelo sentido simbólico de “passagem”, comum às celebrações pagãs (passagem do inverno para a primavera) e judaicas (da escravatura no Egito para a liberdade na Terra prometida), mas também pela posição da Páscoa no calendário, segundo os cálculos que se indicam a seguir.
No português, como em muitas outras línguas, a palavra Páscoa origina-se do hebraico Pesah. Os espanhóis chamam a festa de Pascua, os italianos de Pasqua e os franceses de Pâques.
Os termos “Easter” (Ishtar) e “Ostern” (em inglês e alemão, respectivamente) parecem não ter qualquer relação etimológica com o Pessach (Páscoa). As hipóteses mais aceitas relacionam os termos com Estremonat, nome de um antigo mês germânico, ou de Eostre, uma deusa germânica relacionada com a primavera que era homenageada todos os anos, no mês de Eostremonat, de acordo com o Venerável Beda, historiador inglês do século VII. Porém, é importante mencionar que Ishtar é cognata de Inanna e Astarte (Mitologia Suméria e Mitologia Fenícia), ambas ligadas a fertilidade, das quais provavelmente o mito de “Ostern”, e consequentemente a Páscoa (direta e indiretamente), tiveram notórias influências.

Páscoa Cristã

A Páscoa cristã celebra a Ressurreição de Jesus Cristo. Depois de morrer na cruz, seu corpo foi colocado em um sepulcro, onde ali permaneceu por três dias, até sua ressurreição. É o dia santo mais importante da religião cristã. Muitos costumes ligados ao período pascal originam-se dos festivais pagãos da primavera. Outros vêm da celebração do Pessach, ou Passover, a Páscoa judaica, que é uma das mais importantes festas do calendário judaico, celebrada por 8 dias e onde é comemorado o êxodo dos israelitas do Egito, da escravidão para a liberdade. Um ritual de passagem, assim como a “passagem” de Cristo, da morte para a vida.
A última ceia partilhada por Jesus Cristo e seus discípulos é narrada nos Evangelhos e é considerada, geralmente, um “sêder do pesach” – a refeição ritual que acompanha a festividade judaica, se nos ativermos à cronologia proposta pelos Evangelhos sinópticos. O Evangelho de João propõe uma cronologia distinta, ao situar a morte de Cristo por altura da hecatombe dos cordeiros do Pessach. Assim, a última ceia teria ocorrido um pouco antes desta mesma festividade.
A festa tradicional associa a imagem do coelho, um símbolo de fertilidade, e ovos pintados com cores brilhantes, representando a luz solar, dados como presentes. De fato, para entender o significado da Páscoa cristã atual, é necessário voltar para a Idade Média e lembrar os antigos povos pagãos europeus que, nesta época do ano, homenageavam Ostera, ou Esther – em inglês, Easter quer dizer Páscoa. Ostera (ou Ostara) é a deusa da Primavera, que segura um ovo em sua mão e observa um coelho, símbolo da fertilidade, pulando alegremente em redor de seus pés nus. A deusa e o ovo que carrega são símbolos da chegada de uma nova vida. Ostara equivale, na mitologia grega, a Deméter. Na mitologia romana, é Ceres.[1]

Páscoa no Judaísmo

Ver artigo principal: Pessach
Segundo a Bíblia (Livro do Êxodo), Deus mandou 10 pragas sobre o Egito. Na última delas (Êxodo cap 12), disse Moisés que todos os primogênitos egípcios seriam exterminados (com a passagem do anjo da morte por sobre suas casas), mas os de Israel seriam poupados. Para isso, o povo de Israel deveria imolar um cordeiro, passar o sangue do cordeiro imolado sobre as portas de suas casas, e o anjo passaria por elas sem ferir seus primogênitos. Todos os demais primogênitos do Egito foram mortos, do filho do Faraó aos filhos dos prisioneiros. Isso causou intenso clamor dentre o povo egípcio, que culminou com a decisão do Faraó de libertar o povo de Israel, dando início ao Êxodo de Israel para a Terra Prometida.
A Bíblia judaica institui a celebração do Pessach em Êxodo 12, 14: Conservareis a memória daquele dia, celebrando-o como uma festa em honra de Adonai: Fareis isto de geração em geração, pois é uma instituição perpétua .
Tradições pagãs na Páscoa
Na Páscoa, é comum a prática de pintar ovos cozidos, decorando-os com desenhos e formas abstratas. Em grande parte dos países ainda é um costume comum, embora que em outros, os ovos tenham sido substítuidos por ovos de chocolate. No entanto, o costume não é citado na Bíblia. Portanto, este costume é uma alusão a antigos rituais pagãos. Ishtar ou Astarte é a deusa da fertilidade e do renascimento na mitologia anglo-saxã, na mitologia nórdica e mitologia germânica. A primavera, lebres e ovos pintados com runas eram os símbolos da fertilidade e renovação a ela associados. A lebre (e não o coelho) era seu símbolo. Suas sacerdotisas eram ditas capazes de prever o futuro observando as entranhas de uma lebre sacrificada(claro que a versão “coelhinho da páscoa, que trazes pra mim?” é bem mais comercialmente interessante do que “Lebre de Eostre, o que suas entranhas trazem de sorte para mim?”, que é a versão original desta rima. A lebre de Eostre pode ser vista na Lua cheia e, portanto, era naturalmente associada à Lua e às deusas lunares da fertilidade. De seus cultos pagãos originou-se a Páscoa (Easter, em inglês e Ostern em alemão), que foi absorvida e misturada pelas comemorações judaico-cristãs. Os antigos povos nórdicos comemoravam o festival de Eostre no dia 30 de Março. Eostre ou Ostera (no alemão mais antigo) significa “a Deusa da Aurora” (ou, novamente, o planeta Vênus). É uma deusa anglo-saxã, teutônica, da Primavera, da Ressurreição e do Renascimento. Ela deu nome ao Shabbat Pagão, que celebra o renascimento chamado de Ostara.

PÁSCOA Festa em que os israelitas comemoram a libertação dos seus antepassados da escravidão no Egito (Êx 12.1-20; Mc 14.12). Cai no dia 14 de NISÃ (mais ou menos 1 de abril). Em hebraico o nome dessa festa é Pessach. A FESTA DOS PÃES ASMOS era um prolongamento da Páscoa (Dt 16.1-8).
Páscoa: Festa judaica que comemora a libertação da escravidão no Egito (Êx 12.1-27; Dt 16.1-8); ver a Concordância Temática. Pães Asmos: Ver a Concordância Temática. A Páscoa durava somente um dia; imediatamente após, seguia a Festa dos Pães Asmos (Lv 23.5-6), que durava sete dias. Essas festividades atraíam um extraordinário número de judeus de todas as partes do país e do mundo; ver Dispersão na Concordância Temática.
PÃES ASMOS, FESTA DOS Festa dos israelitas que começava logo em seguida à PÁSCOA e durava sete dias, de 15 a 21 de NISÃ. Nela se comemorava a libertação da escravidão no Egito e só se fazia pão sem fermento (Êx 12.14-20).
PÃES DA PROPOSIÇÃO Os 12 pães, cada um pesando dois quilos, que eram arrumados em duas pilhas sobre uma mesa que ficava no SANTO LUGAR. Eles representavam a ALIANÇA das 12 tribos com Javé. Eram trocados no sábado, sendo os pães velhos comidos pelos sacerdotes (Lv 24.5-9

ESTUDO 1

Isaías

O grande avivamento no seu ministério!

Introdução:

Todo grande avivamento da história aconteceu através de um indivíduo e não de grandes grupos, Deus escolhe um determinado homem ou mulher para realizar seus propósitos .
Sabe por que ? Porque são poucos que tem a coragem e a determinação necessária a qual Deus precisa para ele agir mediante a fé. Você tem fé? Você crê? Hebreus 11:6 Deus tem recompensa, galardão para aqueles que crêem e o buscam,Efésios 3:20 este versículo com que diz a respeito fé é dos mais bonitos da bíblia,há uma grande revelação de Deus para nós aqui o poder da fé.A Fé tem um poder inimaginável ,se você soubesse que o justo viverá pela fé Hb 2:4,que somos salvos por meio da fé Ef 2:8,justificado pela fé Rm 5:1 Gl 2:16 ,vencemos e alcançamos promessas de Deus através da fé Hb 11:33 Aleluia !Deus anseia que tenhamos tal fé coragem e ousadia para fazer uma grande obra em nossas vidas.

Mas o que é avivamento? É animar,renovar,é trazer vontade de viver aquele que não tem mais esperança de uma vida de vitória.

Avivamento não é só falar em mistério e saltar cheio da graça não; é muito mais! É entender que os propósitos de Deus são maiores, Ele nos aviva para uma missão!

Qual sua missão? Qual o seu chamado? Todos quanto Deus chama Ele tem um propósito, foi assim com o profeta Isaías.

Perfil de Isaias

Isaías filho de Amos em Isaías 1:1, seu nome, temos duas grafias em hebraico:Yshayanu e Yeshaya ambas significa “salvação de Jeová ”;Aparentemente,Isaías era de uma família importante,já que tinha acesso a muitos reis judeus.Era casado (Isaías 8:3)e com a profetiza teve dois filhos(Isaías 7:3,8:1-3).Ele iniciou seu ministério perto do fim do reinado de Uzias ,aproximadamente por volta de 758 a.C .E profetizou durante o reinado de mais três reis depois de Uzias,Jotão,Acaz e Ezequias.

O rei Uzias morreu, e o trono de Judá estava vazio. Isaías como todo homem de fé volta-se para buscar o Senhor no templo, e vivencia uma grande benção espiritual, ele viu que o trono do céu ainda estava ocupado por Jeová.

Durante 22 anos, Uzias liderou Judá em um programa de paz e prosperidade; foi uma época de expansão e muitas realizações. Mas foi uma infelicidade o rei ter se rebelado contra o Senhor e morrer de lepra( 2 Crônicas 26 ao 27). A nação estava prospera materialmente, mas Isaías percebeu que a nação estava em péssima situação espiritual. O povo estava terrivelmente cego nos seus pecados “Isaías 1:3 O boi conhece o seu possuidor, e o jumento, a manjedoura do seu dono,mas Israel não tem conhecimento,o meu povo não entende”; nos vs 9,10 o Senhor compara seu povo com o povos de Sodoma e Gomorra que triste.

A visão tripla que Deus deu a Isaías

Olhar para o alto- ele vê o Senhor

Isaías em oração no templo levanta seus olhos e vê o Senhor assentado sobre um alto e sublime trono; (Isaías 6:1,2,3,4) Na terra ,havia confusão,as pessoas estavam com vergonha da morte do rei Uzias ,como leproso; Mas no céu havia paz perfeita o Senhor reinava,não havia vergonha ou fracasso no céu,os serafins clamavam:Santo,Santo,Santo.

Por mais que a situação em nossa volta seja adversa o Senhor está no controle, o reino de Deus é perfeito nada foge do seu controle Aleluia!

O Senhor Deus é santo e se opõe ao pecado e derrota o inimigo; Isaías precisava entender isso; em um dia que tudo parece perdido e sombrio basta levantar os olhos para o céu e ver que Jesus Cristo está assentado no trono.

Olhar para si mesmo

A primeira coisa que acontece conosco quando aproximamos do Senhor é: os nossos pecados são revelados; uma visão verdadeira de Deus e de sua santidade sempre nos faz perceber nossa pecaminosidade. (Isaías 6:5)

Jó viu o Senhor e arrependeu-se disse: (Jó 42:5,6 Com o ouvir dos meus ouvidos ouvi,mas agora te vêem os meus olhos;Por isso,me arrependo no pó e cinza.)

Pedro bradou “dizendo: Sou pecador,”quando viu o poder de Cristo(Lucas 5:8 E vendo isso Simão Pedro,prostrou-se aos pés de Jesus, dizendo:Senhor ausenta-te de mim,porque sou um homem pecador.)

Quando os crentes têm uma verdadeira experiência com o Senhor, isso não os deixa orgulhosos;antes,deixa-os humildes, quebrantados e despojados de toda soberba.

O profeta Isaías mencionou especificamente que seus lábios eram impuros, e habitava em meio de um povo de impuros labios .Lábios impuros é fruto de um coração impuro Jesus disse: (Mateus 15:18 Mas o que sai da boca procede do coração,e isso contamina o homem.)

Isaías não podia pregar para o Senhor sem ser purificado de seu pecado, nós como cristãos antes de pregar ou trabalhar para o reino de Deus,temos que reservar um tempo para encontrar com Senhor afim de purificar nossos pecados.

Deus purifica o profeta:(Isaías 6:7) Fico feliz em saber que próximo ao trono de Deus se encontra um altar, sem altar haveria só condenação do pecado e não a purificação. A santidade de Deus nos alcança na operação da sua obra; Os lábios do seu mensageiro são purificados, sua iniqüidade é tirada e perdoados seus pecados. A verdadeira adoração deve levar ao testemunho e serviço. Muitos querem a “experiência espiritual”(engordam espiritualmente)em vez de se prepararem para compartilhar o amor de Deus com os outros. Quando oramos por perdão Deus nos responde por imediato (1 João1:9 Se confessarmos os nossos pecados,ele é fiel e justo para nos perdoa os pecados e nos purificar de toda injustiça.

O Chamado do Profeta

Só depois que profeta teve seu pecado purificado Deus o chamou(Isaías 6:8),ele não estava mais oprimido pelo pecado,ele estava pronto para trabalhar!O chamado é uma evidência da graça de Deus, e Ele usa seres humanos para realizar sua vontade nós somos cooperadores de Deus (1Corintios 3:9) .

Deus chama sempre!E hoje o Senhor ainda está chamando os crentes, poucos são os que responde ao seu chamado .“Ide e anunciai”Essa é ordem de Deus para nós hoje.”Sereis minhas testemunhas[ ...]até aos confins da terra”(Atos 1:8).

A pregação de Isaías para povo não foi uma tarefa fácil; pois a nação não estava disposta a ouvir suas mensagens sobre o pecado e o julgamento. No capítulo1 ,Deus retrata a nação como um corpo doente,coberto de feridas e chagas inflamadas e como animais teimosos rebeldes , e muito ignorante para ouvir ao próprio dono.

O profeta de Deus tem que proclamar a palavra do Senhor, independente de como o povo responde a ela.

Deus sempre chama homens e mulheres que estejam dispostos a obedecer o chamado do Senhor e dizer eis-me aqui, envia-me a mim !

Que o Senhor vos abençoe!

Autor:Lincoln Carlos

Bibliografia:Bíblia de Estudo Plenitude ,Comentário Bíblico Wiersbe Antigo Testamento.

ESTUDO 2

A humildade de aceitar que todos podem fazer e não só nós

Digo isto como cristão evangélico. Alguns anos tenho percebido, que muitas pessoas são usadas por DEUS e não aceitamos, por achar que só nós estamos certos e colocamos “certas regras para DEUS agir “ se não é da nossa denominação, nem crente é, nem nos saúda como irmãos em Cristo, se acham melhores, só nossa igreja é salva a minha igreja é a melhor.Mas temos que entender que DEUS usa de várias formas para trabalhar,as vezes posso até não me identificar com a forma que algumas pessoas trabalham,mas tenho que respeitar e entender que Deus usa cada um,em seus propósitos desde quando não se pregue heresia .

No evangelho de Marcos 9:38 ao 40 diz que João e os demais discípulos encontrou um homem expulsando demônios em nome de Jesus e o repreendeu simplesmente por que ele não era do grupo, mas Jesus disse:’’ Não o impeçais!’’são os próprios líderes na maioria das vezes, que implantam isto na mente do cristão. Temos que quebrar essas barreiras e pedir para que Deus tire de nós todo nosso egoísmo,ciúmes, para que não suceda como no caso de Saul que sendo líder foi tomado de ciúmes e invejas quando Davi começou a se destacar, ou seja, começou a ser “usado por DEUS’’ entre o povo e logo Saul procurou matá-lo 1º Samuel 18:7-16. Infelizmente é o que tem acontecido hoje em nossas Igrejas, líderes ao verem seus liderados se destacando logo procuram ”matar” seus ministérios, para que estes não tomem “seu lugar”. Devemos então reconhecer o chamado de nossos irmãos; se eu toco, prego ou canto sempre vão existir outros que fazem as mesmas coisas, as vezes até muito melhor que eu,nós temos que entender que a gloria é de Deus,Jo 3:30 É necessário que ele cresça e que eu diminua, falo primeiramente para os ministros que muitas vezes tem sido egoístas de não dar oportunidade à aqueles que tem um talento que podem ser usados no Reino de Deus ,assim como João que foi muito egoísta, ciumento e invejoso de achar que só eles podiam,e outros não e foi repreendido pelo Mestre Jesus.Esta situação mostra que Deus não esta ligado a uma determinada denominação ou grupo Sl 133:1 Oh! quão bom e quão suave é que os irmãos vivem em união! Jesus desaprovava o sectarismo (partidarismo ferrenho das doutrinas e preceitos de uma seita ).Mc 9:39 não existe lugar para um exclusivismo na igreja,Deus não faz acepção de pessoas Tg 2:1 Rm 2:11 At 10:34.

Grande é a revelação de Jesus para nós! Mc 9:40 porque quem não é contra nós é por nós,aquele homem era realmente um discípulo de Cristo,ele não se impunha contra as doutrinas de Jesus ,ele libertava os oprimidos pelo diabo,fazia milagres em nome de Jesus ,não o impeçais aaaaaleluia! Temos que ter a humildade de aceitar que todos podem fazer, e não só nós.

Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo Fp 2:3.

Que Deus vos abençoe em nome de Jesus!

Autor: Lincoln Carlos

ESTUDO 3

O velho homem e o novo homem

A Bíblia o santo livro de Deus nunca escondeu a fragilidade do homem,suas fraquezas e limitações .Em Rm 5:17” porque o que faço não aprovo, pois o que quero isso não faço, mas o que aborreço isso faço”,o apostolo Paulo neste texto fala de suas lutas como homem (natural nascido sobre pecado)e como cristão , e ao mesmo tempo refere-se a um conflito comum de todos seres humanos: a nossa luta contra o pecado. Por mais que consagramos nossas vidas e nos santificamos temos em nós a semente do pecado herdada de Adão em conseqüência sua queda em Gn 3 ,Paulo em Rm 7:14 usa expressão ‘’vendido sob pecado’’para retratar como todos nós passamos pela experiência de ser subjugados pelo mundo e do pecado.Mesmo após nossa conversão há uma grande luta em nosso interior em Gl 5:17 porque a carne cobiça contra o Espírito e o Espírito contra carne e estes opõem-se um a outro para que não façais o quereis. No sentido ético e espiritual (sarx ) carne é a natureza mais baixa de um ser humano,e o lugar de desejos pecaminosos.

Em Rm 7:24 miserável homem que sou ! Quem me livrará do corpo desta morte?Aqui o apostolo Paulo usa o corpo como metáfora de uma pessoa acorrentada a um cadáver do qual não podia ser liberto,Paulo sentiu o peso do pecado em sua vida isto é, a velha criatura,incomodava-o e até chegou a dizer: mas o que aborreço isso faço.

Aprendo com isso que Paulo estava sujeito ao pecado Ec 7:20 que tinha desejos ,e que muitas vezes não conseguia realizar o bem que almeja alcançar,em toda nossa vida acontece um conflito entre a nova e velha criatura,mas há um caminho para vitória! Cristo nos liberta para vivermos no poder do Espírito Santo Rm 8:11 E,se o Espírito daquele que dos mortos ressuscitou a Jesus habita em vós,aquele que dos mortos ressuscitou a Cristo também vivificará o vosso corpo mortal,pelo seu Espírito que em vós habita.

JOÂO capitulo 8: 31Disse, pois, Jesus aos judeus que haviam crido nele: Se vós permanecerdes na minha palavra, sois verdadeiramente meus discípulos; 32e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.

Meu querido amigo quero trazer para você neste momento a presença do Espírito Santo para sua vida, Jesus pagou um preço alto por você para que hoje pudesse dizer com todas as letras “eu sou livre”. É assim que Deus te vê mas satanás tem lutado para que o homem não alcance a salvação, e a cada dia faz com que você distancia da presença de Jesus Cristo fazendo com que você desacredite do seu milagre, a salvação é um presente de Deus do ETERNO ADONAI para nossa vida, não podemos perder a oportunidade de dizer faça morada em mim Espírito Santo eu quero que a minha vida seja mudada. O primeiro passo meu querido(a) é crer, se você não crer não precisa nem procura-lo, mas te digo hoje  que se deres a Jeová uma oportunidade Ele vai te sustentar com toda sorte de bençãos nas regiões celestiais em Cristo Jesus, a sua vida será mudada o seu lar transformado numca mais terá sede porque hoje Jesus vai te sustentar para todo sempre. Sem fé é impossível agradar a Deus o ETERNO ADONAI além do mais é preciso muito mais do que isso é  necessário permanecer no seus ensinos, guardar os seus mandamentos andar em obediência. Se você que mudar de vida aceita Jesus Cristo como único e suficiente salvador da sua vida para que você seja reconhecido como filho de Deus vivendo uma vida de amor e verdade. Quando aceitamos Jesus e permanecemos nos seus ensinos nascemos de novo para uma novidade de vida porque até então estávamos andando em trevas e não conhecíamos a luz, mas se você nascer de novo passa a ter o Espírito Santo na sua vida e Ele passa a ser o guia da sua vida, seu intercessor, seu ajudador vai sempre estar em você mas se desobedecer ele te deixará, e quanto mais intimidade ter com o Espírito Santo, mais você será abençoado sendo chamado de filho de DEUS. O velho homem é sepultado no batismo do arrependimento tornando você agora nova criatura isso só é possivel porque JESUS pagou um preco de sangue doando sua vida para nos resgatar ds trevas

Você pode fazer sua escolha o céu ou inferno Jesus não obriga o homem obedecer a sua palavra pelo contrário ele nos ensina o caminho da benção no livro de deuteronômio 11:26 Deus coloca uma condição para o homem ser abençoado ou almadiçoado sou eu quem escolho o que eu quero pra minha vida (isaias 1:19 “se quiserdes  e me ouvirdes comereis o melhor desta terra) temos o livre arbitrio e Jesus não interfere na sua escolha de vida mas digo pra você uma coisa ELE ama você e também te convida para estar do lado dele para que você tenha uma vida de vitórias e conquistas não sejas orgulhoso quebranta seu coração e deixa Jesus te guiar ao invés de pensar que você pode fazer tudo sozinho, quando oramos a oração do pai nosso dizemos (seja feita  a tua vontade assim na terra como nos céus) e daí o que tens feito? Estou andando da maneira correta estou fazendo o que é certo? Nem sempre deixamos Jesus fazer tudo na nossa vida queremos tudo dele e não compartilhamos a sua vontade para ccom conosco. Ore ao Senhor e peca-o que desperte a sua vida para que tenhas grandes vitória  e conquistas sobre as vossas lutas, amem